23 de abril de 2021

Secretaria de Educação entrega materiais de estudo para estudantes da Educação Especial

O material entregue faz parte da proposta de educação inclusiva aplicada em todas as escolas da rede. 

Texto: João Victor Maciel (estagiário) | Fotos: Wellington Alves

Em meio ao cenário pandêmico, a aula remota está sendo a maneira que a Prefeitura de Marechal Deodoro encontrou para continuar desenvolvendo a educação. Durante esta semana, a secretária de Educação, Karol Flora, junto às equipes da Secretaria Municipal de Educação entregou os Kits Escolares com atividades para os alunos da Educação Especial.

O material entregue faz parte da proposta de educação inclusiva aplicada em todas as escolas da rede. As apostilas são preparadas por um grupo de técnicos especializados que preparam as atividades personalizadas. Seguindo a proposta de inclusão, os portadores de necessidades especiais continuam assistindo às aulas em turmas regulares, e no período oposto são acompanhados por profissionais específicos que trabalham os conteúdos da apostila.

A importância da inclusão pode ser percebida no sorriso dos alunos ao receberem o material. Magali Silva, de 10 anos, é portadora de Síndrome de Down, e sua rotina exige criatividade e novidades a todo momento. No processo de aprendizagem, Lucielma Silva, a mãe de Magali, é dedicada em ajudar a filha como pode. A apostila chegou em sua casa como um apoio maior.

“A Educação no município tem nos acompanhado de forma muito próxima ao longo dos anos e isso tem feito toda a diferença no desenvolvimento da Magali. Vivemos uma experiência muito diferente do que eu já vi em outros lugares. Sou grata pelo cuidado. Com esse novo material, tenho certeza que vamos avançar ainda mais.” Declara a mãe.

A secretária de Educação, Esporte, Lazer e Juventude de Marechal Deodoro, Karoline Flora, conta que o acompanhamento oferecido aos especiais demonstra a preocupação em tornar a sociedade cada vez mais inclusiva, tendo a educação como porta de entrada para essa mudança.

“Estamos fazendo uma Educação para todos, baseada no respeito e no acolhimento. Sempre trataremos a educação especial da maneira que precisam e merecem, para que eles consigam aprender melhor com as atividades e se sentirem incluídos na sociedade.” Ressalta a secretária.