26 de fevereiro de 2021

Alunos da Escola Araújo Lobo são premiados na Olímpiada Nacional de Ciências

Os estudantes Bruno Gabriel e Petrus Sued receberam medalha de bronze e menção honrosa.

Texto: Sthefane Ferreira

Os alunos da Escola Municipal Maria de Araújo Lobo se destacaram em mais uma olímpiada. Desta vez, na Olímpiada Nacional de Ciências (ONC). Esta é a segunda vez que os estudantes da unidade escolar se inscreveram, mas a primeira que são premiados. Foram agraciados os estudantes Bruno Gabriel, com medalha de bronze, e Petrus Sued com menção honrosa. O resultado da olimpíada saiu nessa quinta-feira (25).

A escola contou com a participação de 15 alunos na fase inicial, cinco na segunda fase e dois foram premiados. Para garantir o resultado positivo, foi montada uma equipe multidisciplinar, com professores de geografia, história, língua portuguesa, matemática, química e física. Todas as aulas e prática de exercícios foram feitas de forma online, devido a pandemia da Covid-19.

A diretora da escola, Margarida Áurea, explica que a ideia de participar surgiu em 2019 e que foi colocado no plano de metas da unidade escolar.

“O projeto surgiu durante uma conversa com a equipe da escola em 2019, e a partir disso fomos trabalhando com os alunos. Colocamos no nosso plano de metas e mesmo com a pandemia do Coronavírus não paramos. Os professores e nossos alunos continuaram focados na olímpiada”, explicou.

Ainda segundo ela, a escola vem se empenhando graças ao incentivo e apoio que recebe da Prefeitura de Marechal Deodoro. “De fato, o prefeito Cacau tem um olhar diferenciado para a educação. Nós temos todo o apoio da Prefeitura que nos dá toda a assistência necessária e força pra que a gente siga em frente”, finalizou.

OLÍMPIADA NACIONAL DE CIÊNCIAS

A Olimpíada Nacional de Ciências é promovida pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação e tem o intuito de despertar e estimular o interesse pelo estudo das ciências naturais, e identificar estudantes com talentos para incentivar seu ingresso nas áreas científicas e tecnológicas.

A competição tem duas fases e pode, a critério da Comissão, ter outras ações denominadas Atividades Paralelas e que serão regulamentadas em um Edital específico.