10 de dezembro de 2018

Flimar terá exposição fotográfica de alunas negras da rede municipal

Projeto Empodera Menina levará fotos de mais de 30 alunas para a Praça Pedro Paulino

Texto: Sthefane Ferreira

 

A 9º edição da Festa Literária de Marechal Deodoro (Flimar) vai levar para o público uma série de discussões sobre a mulher, entre elas, a mulher negra. E, além dos debates, o público poderá conferir uma exposição fotográfica de alunas negras da rede municipal. Nos dias 14 e 15 de dezembro, fotos de estudantes do Projeto Empodera Menina estarão expostas na Praça Pedro Paulino, a partir das 13h.

O projeto começou no ano de 2015 na Escola Municipal Eleuza Galvão e, este ano, se expandiu para a Escola Municipal Edival Lemos, somando mais de 30 alunas da rede. O intuito é que alunas negras do cabelo crespo possam ser fotografadas para que se sintam empoderadas.

De acordo com o curador da 9º Flimar, Denison Queiroz, serão expostos os trabalhos realizados durante todo o ano com alunas das duas escolas municipais, como forma de empoderar as estudantes.

“Será uma exposição de belas meninas deodorenses, que são empoderadas com o cabelo que elas têm. É um projeto que surgiu na sala de aula e hoje se expande para a Flimar. Nós convidamos as famílias deodorenses para que vejam a essa exposição”, disse.

O Projeto

O Projeto Empodera Menina nasceu em sala de aula no ano de 2015, na Escola Eleuza Galvão Rodas, no município de Marechal Deodoro, durante as aulas de Artes, quando a professora Paula Quintino sentiu a necessidade de falar com as alunas sobre a importância da mulher se aceitar da forma que é. Seja através da cor, do cabelo e do corpo.

“Eu tinha muitas alunas negras que não se aceitavam, que não soltavam o cabelo. E com isso fui falando para elas a importância de nós mulheres nos aceitarmos, que o nosso cabelo é nossa identidade. E foi a partir disso, que elas começaram a se sentir livres. A fotografa Alexandra Souza se interessou e deu a ideia de fazer fotografias dessas alunas”, explicou a professora Paula.

Uma vez ao ano, sempre antes da Festa Literária de Marechal Deodoro, as alunas são fotografadas, para que as fotos sejam expostas na Flimar. O projeto não trata apenas sobre o cabelo, mas toda a temática de meninas negras, de mulheres e suas características, seja ela qual for.

“Nosso projeto foi tão bem aceito, que já tivemos casos em que as filhas falaram a respeito do empoderamento em casa, e conseguimos fotografar mãe e filhas. O nosso trabalho teve um resultado muito positivo desde a primeira vez que fizemos exposição das nossas fotos. E isso reverberou muito positivamente no comportamento das alunas na escola”, finalizou.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *