4 de dezembro de 2018

Dezembro Vermelho: Prefeitura de Marechal Deodoro realiza atividades de combate à HIV/AIDS

Durante todo o mês de dezembro, as equipes do Programa de Saúde da Família e do NASF irão trabalhar o tema nas salas de espera. Além disso, serão disponibilizados testes rápidos em todas as Unidades de Saúde

Texto: Izabelle Targino/Fotos: Wellington Alves

A Secretaria Municipal de Saúde vem realizando durante todo o ano, uma série de campanhas para preservação de doenças. No mês de dezembro não seria diferente. Durante todo o mês, as equipes do Programa de Saúde da Família e do NASF irão realizar atividades de prevenção e diagnóstico precoce do HIV/AIDS e outras doenças sexualmente transmissíveis em todas as Unidades de Saúde, em alusão ao Dezembro Vermelho.

O Dezembro Vermelho tem o intuito de chamar atenção para as medidas de prevenção, assistência, proteção e promoção dos direitos humanos das pessoas que vivem com HIV. A escolha do mês foi em função do Dia Mundial contra a AIDS, celebrado no mundo inteiro em 1º de Dezembro.

O Brasil tem hoje uma das maiores coberturas de tratamento antirretroviral (TARV) entre os países de baixa e média renda, com mais da metade (64%) das pessoas vivendo com HIV recebendo TARV, segundo os dados do Boletim Epidemiológico 2016 do Ministério da Saúde.

Para conscientizar, orientar e realizar o diagnóstico precoce da doença, durante todo o mês serão realizadas atividades nas Unidades de Saúde, como palestras, momentos de discussões e debates nas salas de espera das Unidades. Além disso, serão disponibilizados testes rápidos em todas as Unidades e Postos de saúde para a população.

O teste rápido dura cerca de 30 minutos, são gratuitos e sigilosos, e é realizado por meio da coleta de uma gota de sangue da ponta do dedo e após isso, o sangue é colocado em dois dispositivos de testagem para chegar ao resultado.  O resultado também é sigiloso e em caso positivo o usuário receberá as devidas orientações e tratamento.

Ter um diagnóstico positivo do HIV precocemente permite que o paciente comece o seu tratamento no momento certo e tenha uma melhor qualidade de vida. Além disso, mães soropositivas podem aumentar suas chances de terem filhos sem a doença se forem orientadas corretamente e seguirem o tratamento recomendado durante o pré-natal, parto e pós-parto.

Programação

As equipes do Nasf irão realizadas atividades nas Unidades de Saúde cobertas pelos serviços. Confira o calendário:

10/12 – 8h e 14h na POEIRA

11/12 – 8h no DENISSON AMORIM

12/12 – 8h na VILA ALTINA/ESTIVA

12/12 – 8h no BARRO VERMELHO

12/12 – 14h no TAPERAGUÁ

17/12  – 8h e 14h na POEIRA

18/12 – 8h no TAPERAGUÁ

19/12 – 8h e 14h na VILA ALTINA/ ESTIVA

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *