7 de novembro de 2018

Após aumento de visitas de agentes de endemias, Marechal Deodoro reduziu dos índice de dengue, zika e chikungunya

Há 10 anos, o município não conseguia atingir a meta de visitas preconizadas pelo Ministério da Saúde. Em dois anos, o número de visitas aumentou em 80%

Texto: Sthefane Ferreira (estagiária) / Fotos: Wellington Alves

A Prefeitura de Marechal Deodoro, por meio da Secretaria de Saúde, está realizando diversas ações em todo o município, visando a melhoria da saúde dos deodorenses. Um desses fatores, é a constante visitas dos agentes de endemias às residências.

Em dois anos, a atual gestão conseguiu aumentar a visita dos agentes de endemias em 80%, como preconiza o Ministério da Saúde. Antes, as visitas não chegavam a 40%, de acordo com os dados da Secretaria de Saúde de Marechal Deodoro.

De acordo com dados da Secretaria de Saúde de Marechal Deodoro, a meta de visitas preconizadas pelo Ministério da Saúde para o município é de 228.352, por ano. E para que isso fosse possível, a Prefeitura de Marechal Deodoro, disponibilizou todas as ferramentas necessárias aos agentes, incluindo o uso de novas ferramentas para agilizar e facilitar o trabalho.

Além disso, com o aumento das visitas dos agentes de endemias, o município está com um menor índice de dengue, zika e chikungunya. Até o início de 2017, as visitas não chegavam nem a 10 mil residências e terrenos por cada ciclo bimestral e atualmente o município já está alcançando 29 mil visitas.

De acordo com o secretário de saúde de Marechal Deodoro, Aérton Lessa, o município está fazendo a parte de alertar e prevenir os deodorenses, agora cabe os moradores se policiarem e evitar focos do mosquito. O secretário também contou que o objetivo da Prefeitura é garantir uma saúde de qualidade para o deodorense.

“Quando assumimos a Secretaria de Saúde, notamos um baixo índice nas visitas dos agentes, e a partir disso buscamos métodos para reverter esse quadro. Primeiro nós garantimos condições para os agentes, para que pudessem realizar o seu trabalho com qualidade. Nós estamos fazendo a nossa parte, em enviar os agentes de endemias para as residências e agora cabe aos moradores evitarem os focos de mosquito, para que em conjunto, nós possamos garantir uma saúde de qualidade”, explicou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *