8 de agosto de 2018

Semana do Estudante: Prefeitura realiza II Gincana da Educação Especial

A atividade é uma ação inclusiva que envolve atividades esportivas e jogos adaptados, que tem como principal intuito garantir a inclusão dos alunos com deficiência que estudam na rede municipal

Texto: Sthefane Ferreira (estagiária) / Fotos: Wellington Alves

Animação, dança e jogos lúdicos marcaram a II Gincana da Educação Especial dos alunos da rede municipal de ensino e do Núcleo de Atendimento Educacional Especializado (NAEE). A Gincana aconteceu nesta quarta-feira (08), no Ginásio Arnon de Mello, na Vila Altina.

A Gincana é uma ação inclusiva que envolve atividades esportivas e jogos adaptados. O projeto é uma realização da Secretaria de Educação, envolvendo a Coordenação de Educação Especial e  Coordenação de Educação Física, que tem como principal intuito garantir a inclusão dos alunos com deficiência da rede regular de ensino no desenvolvimento das atividades motoras, físicas e sócio afetivas.

Um total de 385 alunos, do NAEE e de todas as escolas que tem alunos especiais, participaram da gincana. Acompanhados por cuidadores e professores, os estudantes participaram de dança, boliche, bambolê, cone, cantinho de leitura com contadora de histórias, pescaria e cantinho de pintura. As atividades foram organizadas por categorias de idade e habilidades.

A Gincana abre o  cronograma de atividades que serão realizadas em comemoração ao Dia do Estudante, que acontece no próximo sábado (11).

De acordo com a coordenadora da Educação Especial de Marechal Deodoro, Monalisa Barros, essa é a segunda edição que os alunos do NAEE e educação especial participam da gincana.

“Nós já realizamos a gincana no ano passado, com essas atividades nós conseguimos desenvolver a interação social entre os alunos. Existem estudantes com deficiência intelectual, física, auditiva. Além disso, os jogos foram produzidos por eles, durante as aulas nas escolas e no NAEE. Aqui cada um desenvolve a atividade de acordo com sua habilidade e idade”, explicou.

Para a mãe do aluno especial João, Maria Divanilde, atividades como essa são muito válidas para o desenvolvimento do aluno.

“Segunda vez que meu filho participa dessa gincana, eu acho muito boas essas atividades atividades como essa, porque é muito bom para o desenvolvimento e socialização dele com os outros alunos”, disse Maria Divanilde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *