1 de junho de 2017

Prefeitura e voluntários distribuem mais de 4 mil refeições por dia às vítimas das chuvas de Marechal Deodoro

No total, sete cozinhas foram disponibilizadas e montadas para atender à demanda; Voluntários e servidores trabalham em conjunto desde o último sábado (27)

Texto: Antônio Carlos Souto e Izabelle Targino

imgl3996Após as fortes chuvas que atingiram Marechal Deodoro, uma verdadeira força tarefa foi montada para atender ás famílias vítimas das inundações no município. Desde o último sábado (27), voluntários e servidores trabalham na produção de refeições e lanches para as vítimas e equipes de trabalho, com uma produção de aproximadamente 4,5 mil refeições diárias.

No total, setes cozinhas foram disponibilizadas e também montadas para atender toda a demanda da produção alimentar. No Centro da cidade, os alimentos estão sendo produzidos na cozinha da Escola Estadual Deodoro da Fonseca. Já em Taperaguá, existem três cozinhas, sendo duas na Escola Municipal Governador Luís Cavalcante, conhecida também como Faculdade, e uma na Pastoral da Criança. Esta última, apenas para fornecer as refeições das equipes de funcionários, voluntários e todos os envolvidos no resgate, transporte e assistência ás famílias atingidas.

Os outros abrigos, na Escola Municipal Joviniano de Almeida Rodas, Escola Municipal Edval Lemos, Salão de Festas Juarez, Coreto do Barro Vermelho (quando tinham famílias) também recebem alimentações produzidas nas cozinhas da Faculdade e também da Escola Deodoro. Além disso, os moradores do residencial Maria Gislene Mateus também receberam alimentação.

Nos abrigos das Escolas Silvério Jorge, no povoado Pedras; Professora Lucas, nas Malhadas, o alimento está sendo produzido nas cozinhas das Escolas. Já na Massagueira, o alimento é produzido numa cozinha montada no Ginásio e além de atender as duas famílias abrigadas, dá apoio às famílias ilhadas no povoado Riacho Velho, sendo levadas em barcos disponibilizados por empresários da região.

A coordenadora geral de recolhimento e distribuição dos alimentos do Gabinete de Crise, Carol Wanderley, ressalta a importância das equipes e dos voluntários na realização dos trabalhos.

“Nós estamos recebendo muitas doações e isso tem ajudado bastante. Com o apoio de voluntários e as equipes de diversos setores da Prefeitura estamos conseguindo alimentar milhares de pessoas, entre desabrigados, desalojados e também as equipes de trabalho, que merecem todos nossos aplausos”, afirmou Carol Wanderley, que é nutricionista da Secretaria Municipal de Educação.

Grande parte dos alimentos veio de doações, já outra parte foi comprada pela Prefeitura ou cedida do estoque da merenda escolar, uma vez que o recesso escolar teve que ser adiantado e uma quantidade dos alimentos têm prazo de validade.

Assistência às vítimas

imgl4094Além de fornecer alimentação pronta, a Prefeitura de Marechal Deodoro vem dando toda a assistência necessária às famílias atingidas pelas chuvas. Um Gabinete de Crise foi montado na sede da Secretaria Municipal de Educação, onde o prefeito Cláudio Filho Cacau, junto à equipe de secretários, discutem ações emergenciais diariamente.

Todos os dias, equipes saem para distribuir água potável, cestas básicas, botijões de gás, roupas e colchões.

Além disso, a Secretaria de Saúde, desde o último sábado, vem realizando atendimentos de emergências, consultas, vacinação, no Posto Médico montado no Gabinete de Crise e com equipes volantes, em todos os abrigos e comunidades atingidas.

A Secretaria de Assistência social também está realizando um levantamento de todas as famílias desabrigadas para serem assistidas com os Programas Sociais disponíveis.

Para o prefeito Cláudio Filho Cacau, com a diminuição das chuvas, as preocupações diminuem, mas ainda tem muito a ser feito e as famílias continuam precisando do apoio dos órgãos públicos. Ao todo, são seis mil pessoas  desalojadas, 2.400 desabrigadas e mais de 29 mil pessoas afetadas em todo o município.

“Os trabalhos continuam e as equipes continuam nas ruas para dar a assistência necessária a todos os atingidos. Desde o último sábado, uma grande corrente de solidariedade se formou para ajudar a todos. Quero muito agradecer ao todos os voluntários e servidores e a todos os que estão fazendo doações neste momento difícil. Marechal Deodoro precisa muito do apoio de todos para ser reconstruído”, disse o prefeito Cacau.

Doações e pontos de recebimento

imgl3994No momento, as principais necessidades são materiais de higiene pessoal, descartáveis (incluindo embalagens de quentinhas), colchões, gás, água potável e proteínas, como carne, soja, frango, salsinha ou sardinhas.

Quem tiver interesse em doar, é só encaminhar para o Antigo Fórum (em frente ao Supermercado Compre Bem, na Comunidade do Francês). Em Maceió, as arrecadações estão acontecendo na Igreja dos Capuchinhos, Supermercado Super Giro (exclusivo para Marechal), sede da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA) e Restaurante Akuaba. Já na cidade de Arapiraca, a Medkids Consultório Especializado também está servindo como ponto para doações.